Tradutores alemães, dinamarqueses, finlandeses e suecos

Início > Tradutores alemães, dinamarqueses, finlandeses e suecos
Man talking with alphabet letters coming out of his mouth.

A Comissão Europeia pretende recrutar tradutores alemães, dinamarqueses, finlandeses e suecos. Os tradutores recrutados (como agentes temporários do grau AD 5) trabalharão nos departamentos das respetivas línguas da Direção-Geral da Tradução (DGT) da Comissão Europeia, em Bruxelas ou no Luxemburgo.

Enquanto tradutor, terá de traduzir documentos em inglês para a língua do seu processo de seleção. Os textos a traduzir, frequentemente complexos, tratam de temas de natureza política, jurídica, económica, financeira, científica e técnica e incidem sobre todos os setores de atividade da União Europeia. Poderá também ter de rever traduções (feitas por tradutores da DGT ou por tradutores externos) e fazer pesquisas terminológicas. O trabalho de tradutor exige competências digitais e a utilização de ferramentas informáticas específicas.

Se for selecionado, pode ser-lhe proposto um contrato temporário de quatro anos, renovável por um período máximo de dois anos.

Enquanto entidades empregadoras, as instituições e agências da UE proporcionam acesso a um vasto leque de competências e a numerosas oportunidades para ampliar os seus conhecimentos, melhorar as suas capacidades e evoluir profissionalmente. As equipas multiculturais, internacionais e diversificadas que compõem o pessoal das instituições europeias trabalham em conjunto para melhorar a qualidade de vida de cerca de 450 milhões de cidadãos europeus e em todo o mundo.

O respeito pela diversidade cultural e a promoção da igualdade de oportunidades são princípios fundadores da UE, pelo que o Serviço Europeu de Seleção do Pessoal se esforça por tratar todos os candidatos da mesma forma e por lhes garantir as mesmas oportunidades e condições de acesso. Para mais informações, nomeadamente sobre como solicitar adaptações especiais nas provas de seleção, consulte a página sobre a nossa política de igualdade de oportunidades.

 

Será que tem o perfil adequado?

É cidadão da União Europeia e sabe, pelo menos, duas línguas da UE, possuindo, designadamente, um conhecimento perfeito da língua 1 (língua do processo de seleção) e um conhecimento aprofundado de inglês (língua 2)? Em caso afirmativo, é de si que estamos à procura! Tenha em conta que o conhecimento de qualquer outra língua da UE pode ser tomado em consideração na fase de recrutamento.

Além disso, deve possuir habilitações correspondentes a um ciclo completo de estudos universitários de, pelo menos, três anos, comprovado por um diploma. Não é exigida experiência profissional.

Para informações mais pormenorizadas sobre os requisitos, consulte o convite à manifestação de interesse nas páginas de candidatura indicadas mais abaixo.

O prazo de candidatura tem início em 7 de janeiro de 2021.