Peritos no domínio da assistência técnica às reformas estruturais dos Estados-Membros e peritos no acervo de Schengen

Início > Peritos no domínio da assistência técnica às reformas estruturais dos Estados-Membros e peritos no acervo de Schengen
picture showing people working around a table

É especialista no domínio das reformas estruturais ou do acervo de Schengen? Se for o caso, continue a ler.

A Comissão Europeia (CE) pretende recrutar administradores com conhecimentos especializados no domínio das reformas estruturais, bem como administradores com conhecimentos especializados no acervo de Schengen. As pessoas recrutadas (grau AD 7) trabalharão sobretudo na Direção-Geral do Apoio às Reformas Estruturais (DG REFORM) e na Direção-Geral da Migração e dos Assuntos Internos (DG HOME).

Oferecemos oportunidades a pessoas que correspondam a um destes dois perfis:

Administradores especializados no apoio às reformas estruturais: as suas principais tarefas consistirão em conceber, executar e avaliar projetos de assistência técnica, com o objetivo de apoiar as reformas administrativas e estruturais dos Estados-Membros. Será encarregado de prestar aconselhamento direto às autoridades nacionais a nível técnico e político, conceber e coordenar projetos de assistência técnica, gerir contratos e acordos complexos e acompanhar a execução operacional da assistência técnica aos Estados-Membros.

Administradores especializados no acervo de Schengen: as suas principais tarefas consistirão em conceber, aplicar e avaliar o acervo de Schengen nos Estados-Membros, com o objetivo de reforçar o quadro jurídico e político em vigor. Será encarregado de preparar iniciativas legislativas sobre o acervo de Schengen e de participar nas negociações, contribuir para a conceção e a aplicação de novas iniciativas estratégicas, examinar e avaliar a legislação em vigor e prestar aconselhamento direto às autoridades nacionais a nível técnico e político.

Enquanto entidades empregadoras, as instituições, organismos e agências da UE oferecem ao seu pessoal a possibilidade de fazer parte de uma comunidade de especialistas com um vasto leque de competências e numerosas oportunidades para ampliar os seus conhecimentos, melhorar as suas capacidades e evoluir profissionalmente. 

O respeito pela diversidade cultural e a promoção da igualdade de oportunidades são princípios fundadores da UE, pelo que o Serviço Europeu de Seleção do Pessoal se esforça por tratar todos os candidatos da mesma forma e por lhes garantir as mesmas oportunidades e condições de acesso. Para mais informações e/ou solicitar adaptações especiais nas provas de seleção, consulte a página sobre a nossa política de igualdade de oportunidades.

 

Será que tem o perfil adequado?

Para se poder candidatar, tem de ser cidadão da UE e ter conhecimentos de, pelo menos, duas línguas oficiais da UE: um profundo conhecimento de uma das 24 línguas oficiais da UE e um conhecimento satisfatório de inglês ou francês.

É necessário ser titular de um diploma universitário correspondente a, pelo menos, quatro anos de estudos, seguido de uma experiência profissional de, pelo menos, seis anos no domínio relevante para as funções em causa, ou ser titular de um diploma universitário correspondente a, pelo menos, três anos de estudos, seguido de uma experiência profissional relevante de, pelo menos, sete anos. Tenha em conta que só se pode candidatar a um perfil.

Se estes requisitos correspondem ao seu perfil, então é de si que estamos à procura!

Para mais informações sobre os requisitos, consulte o anúncio de concurso nas páginas das candidaturas mais abaixo.

O prazo para a apresentação das candidaturas tem início em 8 de abril de 2021.