Inspetores nucleares

Início > Inspetores nucleares

Tem experiência no domínio da tecnologia nuclear? Gostaria de enveredar por uma carreira internacional e de trabalhar numa equipa multicultural e diversificada? Se for o caso, continue a ler.

A Comissão Europeia (CE) pretende recrutar peritos com experiência profissional adquirida na indústria nuclear, num centro de investigação nuclear ou num organismo público nacional ou internacional. Os inspetores nucleares recrutados (grau AST 3) trabalharão principalmente na Direção-Geral da Energia (DG ENER) da CE, no Luxemburgo.

As funções principais dos inspetores nucleares consistem em verificar a exatidão das declarações e dos relatórios elaborados pelos operadores das instalações nucleares, verificar pessoalmente os materiais nucleares e elaborar relatórios com as suas conclusões. Asseguram igualmente a comunicação com os operadores, os parceiros nacionais e as organizações internacionais. Além disso, podem ser chamados a contribuir para o desenvolvimento, a instalação e a manutenção de equipamento de salvaguardas.

Enquanto empregador, as instituições e agências da UE proporcionam acesso a um vasto leque de competências e a numerosas oportunidades para ampliar os seus conhecimentos, melhorar as suas capacidades e desenvolver a sua carreira profissional. 

O respeito pela diversidade cultural e a promoção da igualdade de oportunidades são princípios fundadores da UE, pelo que o Serviço Europeu de Seleção do Pessoal procura aplicar uma política de igualdade de oportunidades, de tratamento e de acesso a todos os candidatos. Para obter mais informações sobre a nossa política de igualdade de oportunidades e o procedimento para solicitar adaptações especiais nas provas de seleção, consulte a nossa página.

Tem o perfil adequado?

Para se candidatar, tem de ser cidadão da União Europeia e saber, pelo menos, duas línguas oficiais da UE: um conhecimento aprofundado da língua 1 (uma das línguas oficiais da UE) e um conhecimento satisfatório da língua 2 (inglês ou francês).

Além disso, é necessário possuir as seguintes qualificações e experiência profissional:

  • Habilitações de nível pós-secundário comprovadas por um diploma, quer num domínio técnico (como engenharia, engenharia industrial e eletromecânica), quer num domínio das ciências naturais ou aplicadas (como física nuclear, química nuclear, radioproteção, radiobiologia, física e química), seguidas de, pelo menos, três anos de experiência profissional, dos quais, pelo menos, dois anos num domínio relacionado com física nuclear, química nuclear, radioproteção, radiobiologia, física, química, engenharia ou outra disciplina pertinente;

ou

  • Habilitações de nível secundário, geral ou técnico, comprovadas por um diploma que dê acesso ao ensino pós-secundário, seguidas de, pelo menos, seis anos de experiência profissional num domínio pertinente, dos quais, pelo menos, dois anos num domínio relacionado com física nuclear, química nuclear, radioproteção, radiobiologia, física, química, engenharia ou outra disciplina pertinente.

Se estes requisitos correspondem ao seu perfil, então é de si que estamos à procura!

Para informações pormenorizadas sobre os requisitos, consulte o anúncio de concurso na página indicada em baixo.

 

O prazo para a apresentação das candidaturas tem início em 18 de março de 2021.