Agentes de apoio a projetos e atividades

Home > Agentes de apoio a projetos e atividades

A Agência Europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira (Frontex), com sede na Polónia, decidiu criar uma reserva de 300 candidatos que serão recrutados como agentes de apoio a projetos e atividades (assistentes). Em colaboração com os países da UE, a Frontex vela pela segurança e o bom funcionamento das fronteiras externas da Europa.

Os agentes recrutados trabalharão nos domínios da administração, dos recursos humanos, dos assuntos jurídicos, do orçamento e das finanças, das TIC e da comunicação. Entre a grande a variedade de tarefas que desempenharão, destacam-se o apoio ao planeamento, execução e acompanhamento de projetos e a preparação e o seguimento de orçamentos e compromissos financeiros. Além disso, controlarão contratos e pagamentos e contribuirão para a comunicação de informações a partes interessadas internas e externas.

Enquanto entidade patronal, as instituições e agências da UE oferecem uma comunidade de competências especializadas e um vasto leque de possibilidades para ampliar os seus conhecimentos, melhorar as suas capacidades e evoluir profissionalmente. O respeito pela diversidade cultural e a promoção da igualdade de oportunidades são princípios fundadores da UE, pelo que o Serviço Europeu de Seleção do Pessoal se esforça por garantir que todos os candidatos beneficiam das mesmas oportunidades e condições de acesso e são tratados da mesma forma. Para mais informações, nomeadamente sobre como solicitar adaptações especiais para as provas de seleção, consulte a página sobre a nossa política de igualdade de oportunidades.

Não perca esta oportunidade! O prazo de candidatura começa a 21 de novembro.

 

Será que tem o perfil adequado?

Deve ser nacional de um país da UE ou do espaço Schengen e saber, pelo menos, duas línguas oficiais da UE, uma das quais uma deve ser o inglês.

Além disso, deve ter um diploma de estudos pós-secundários seguido de, pelo menos, nove anos de experiência profissional a tempo inteiro OU um diploma do ensino secundário que dê acesso a estudos pós-secundários seguido de, pelo menos, 12 anos de experiência profissional a tempo inteiro.

Para informações mais pormenorizadas sobre os requisitos, leia o convite à manifestação de interesse publicado em 21 de novembro de 2019.