FAQs

Como serão selecionados os candidatos para o CAST Permanente (EPSO/CAST/P/1-17/2017)?

O processo de seleção CAST Permanente (EPSO/CAST/P/1-17/2017) é diferente dos concursos. A principal diferença reside no facto de apenas um número limitado de candidatos pré-selecionados ter de fazer provas. A apresentação de uma candidatura não implica que seja automaticamente convocado para fazer as provas por computador. Só os candidatos selecionados pelos serviços interessados em recrutar pessoal são convidados a fazer provas de seleção quando existe uma vaga. Isto significa que pode nunca vir a ser contactado.

O processo de seleção é um processo rápido e eficaz:

  1. Preencha e valide o seu ato ou atos de candidatura e não se esqueça de os atualizar de seis em seis meses para confirmar que continua a estar interessado.
  1. Quando surge uma vaga, os serviços interessados em recrutar pessoal pré-selecionam os candidatos cujo perfil (com base nos dossiês de candidatura) melhor se adapta às exigências e aos critérios de avaliação dos serviços, a partir de uma base de dados com todos os dossiês de candidatura validados (e regularmente atualizados de forma a manterem-se nas listas consultadas pelos serviços).
  2. Os candidatos pré-selecionados são convocados para as provas de seleção organizadas pelo EPSO, sob a forma de testes de escolha múltipla em computador, efetuados em centros espalhados pelo mundo.
  3. Se ficar aprovado nas provas de seleção, será convidado a fazer provas de admissão organizadas pelos serviços interessados em recrutar pessoal. Estas provas são constituídas por uma entrevista e, eventualmente, outras formas de avaliação.
  4. Se passar nas provas de admissão, o serviço interessado pode-lhe fazer uma oferta de emprego.

Se passar nas provas de seleção organizadas pelo EPSO mas não receber uma oferta de emprego, não terá de repetir os testes por computador no caso de outro serviço estar interessado em convidá-lo para provas de admissão para o mesmo perfil e ou para o mesmo grupo de funções ou para grupos de funções inferiores. 

Se não passar numa das partes das provas de seleção, o serviço interessado em recrutar pessoal pode voltar a convocá-lo (se continuar interessado) mas apenas decorrido um prazo de seis meses (contado a partir da data em que os resultados tenham sido publicados na sua conta EPSO). Esta possibilidade não deverá, em caso algum, ser interpretada como uma obrigação voltar a fazer as provas. Para mais informações, consulte o convite à manifestação de interesse.

Encontrou uma resposta?

Sim Não