Perguntas frequentes

Home > Perguntas frequentes > Posso indicar todas as línguas que sei?

Posso indicar todas as línguas que sei?

Sim, pode indicar todas as línguas oficiais da União Europeia que conhece (mínimo de duas e máximo de 10) na primeira fase de candidatura.

Por exemplo, imaginemos que fala as seguintes línguas:

  • francês (nível excelente - C2)
  • neerlandês (nível excelente - C2)
  • inglês (nível muito bom - C1)
  • alemão (nível intermédio - B2)
  • português (nível elementar - A1)

Em primeiro lugar, parabéns por falar tantas línguas! Pode indicar todas estas línguas na primeira fase de candidatura.

Concluída a primeira fase de candidatura, o EPSO elabora a lista com as cinco línguas mais indicadas pelos candidatos com um nível de conhecimento B2 ou superior.

Na segunda fase de candidatura, tem de indicar as duas línguas em que quer fazer os testes (a escolher de entre as línguas que declarou na primeira fase de candidatura):

  • Língua 1: a maioria dos testes de escolha múltipla por computador (testes de raciocínio verbal, numérico e abstrato) é feita na língua 1 do candidato, que deve ser uma das 24 línguas oficiais da União Europeia.
  • Língua 2: um dos testes de escolha múltipla por computador (prova de situação), o teste «bandeja de correio» (exercício e-tray) e as provas nos centros de avaliação realizam-se numa das outras línguas indicadas pelo candidato no formulário de candidatura. O candidato escolhe a sua língua 2 de entre as cinco línguas identificadas pelo EPSO como as línguas mais indicadas pelos candidatos ao concurso.

No caso do exemplo acima, não poderia fazer nenhuns testes em português porque o seu nível nesta língua é demasiado baixo.

Tenha em conta que, depois de validar a primeira fase de candidatura, não pode indicar mais línguas. Isto significa que se nenhuma das línguas que indicou for uma das cinco línguas mais indicadas pelos candidatos na primeira fase de candidatura, não poderá participar no concurso.

Achou a resposta útil?

Sim Não