Início > Job opportunities > Institutions and agencies > Serviço Europeu para a Ação Externa

Serviço Europeu para a Ação Externa

Com sede em Bruxelas e representações em todo o mundo, o Serviço Europeu para a Ação Externa (SEAE) é o serviço diplomático da UE. O seu objetivo é garantir uma maior coerência e eficácia da política externa europeia, reforçando, assim, a influência da Europa a nível mundial.

O Serviço Europeu de Seleção do Pessoal publica convites à manifestação de interesse para o Serviço Europeu para a Ação Externa neste sítio Web. Os interessados devem realizar um teste. Os que forem bem sucedidos poderão então ser recrutados em função das necessidades. Os interessados podem também consultar os anúncios de vagas para agentes contratuais das diferentes Delegações da UE nos respetivos sítios Web.

 

Localizações: 

Estágios

Serviço Europeu para a Ação Externa

Localizações: Cidades fora da UE
Instituição/Agência: Serviço Europeu para a Ação Externa
Tipo de contrato: Estagiário

A UE tem uma longa tradição de oferta de oportunidades de estágio nas suas delegações em todo o mundo, dirigidos sobretudo a estudantes e jovens titulares de um diploma universitário. Trata-se de um projeto educativo, que não prevê qualquer relação contratual ou de emprego com a delegação em questão.

Quem pode candidatar-se? Em função de cada pilar, os estágios nas delegações da UE estão abertos aos cidadãos europeus, aos nacionais de países candidatos que tenham concluído as negociações de adesão à UE e aos nacionais do país de acolhimento. No caso dos estágios remunerados, os candidatos devem ter, no mínimo, um diploma de licenciatura de uma universidade ou de um estabelecimento de ensino superior equivalente. No caso dos estágios obrigatórios não remunerados, os candidatos devem frequentar o terceiro, quarto ou quinto ano de um curso universitário ou de outro curso de ensino superior equivalente. Os candidatos devem falar a língua de trabalho da delegação em que pretendem fazer o estágio. O conhecimento da língua oficial do país de acolhimento é considerado uma vantagem.

Duração: máximo seis meses.

Remunerado: para jovens titulares de um diploma universitário com menos de um ano de experiência profissional.
Estágios obrigatórios não remunerados: para estudantes que já residam e estudem no país de acolhimento.